Braide afirma que sua gestão terá escolas comunitárias como parceiras

Braide afirma que sua gestão terá escolas comunitárias como parceiras

O pré-candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), garantiu que, em sua gestão, a Prefeitura firmará parcerias com as escolas comunitárias para assegurar que nenhuma criança fique fora das salas de aula, e tenham ensino de qualidade. Esse compromisso foi reafirmado durante encontro com um grupo de dirigentes de escolas comunitárias de diversos bairros, entre eles: Cidade Olímpica, Cidade Operária, Paranã, Santa Bárbara, São Raimundo e Santa Efigênia.

“Em nossa gestão, vamos desburocratizar os convênios. Hoje a Prefeitura de São Luís exige das escolas comunitárias 22 documentos para que recebam repasses do Fundeb, enquanto em outras capitais brasileiras são exigidos apenas seis. Vamos criar uma secretaria especial para simplificar esse processo e dar às escolas comunitárias o tratamento e respeito que merecem. São importantes parceiras do município, pois sem elas muitas de nossas crianças estariam foram da sala de aula”, destacou Braide.

O anúncio foi recebido com entusiasmo pelos gestores presentes ao encontro. “Eduardo Braide sempre demonstrou estar comprometido com a melhoria da educação e há tempos é um defensor da causa. Acreditamos muito nas propostas dele para o setor. Só o fato de ter escolhido uma professora para vice-prefeita já demonstra o seu compromisso de tornar a educação uma prioridade concreta da sua gestão”, declarou a professora Clenilde Castro, diretora da escola comunitária Nossa Senhora da Conceição, na Cidade Olímpica.

Área de lazer

Durante o encontro, Braide anunciou ainda que pretende construir uma grande área de lazer destinada aos moradores da região da Cidade Olímpica, um dos bairros mais populosos da capital.

“É inadmissível que um bairro do tamanho da Cidade Olímpica não possua uma única área para o lazer das pessoas. Vamos discutir junto com a comunidade a escolha de um local adequado para a construção, e entregar a obra durante a nossa gestão”, anunciou Braide.  

A Cidade Olímpica é considerada uma das maiores ocupações habitacionais da América Latina. Surgiu em 1994 e abriga atualmente uma população estimada em 200 mil habitantes.

Skip to content